Notícias » Brasil

Ex-aluna de escola pública passa em programa com bolsa para universidades internacionais

Rhayssa Braz, moradora de Santos, percorrerá oito campus universitários espalhados pelo mundo

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/09/2021, às 10h51

A estudante Rhayssa Braz
A estudante Rhayssa Braz - Arquivo pessoal

A ex-estudante de escola pública Rhayssa Braz, de 18 anos, mora em Santos, no litoral de São Paulo, mas terá a vida transformada completamente por um programa de estudos que fará com que ela passe os próximos quatro anos de graduação em oito lugares completamente diferentes. 

Como contou ao G1, a jovem conseguiu ao menos 75% de bolsa no programa Zayed University e Minerva University, uma parceria firmada entre os Emirados Árabes e os Estados Unidos em que estudantes podem fazer o curso da graduação em oito campi universitários diferentes ao redor do mundo.

Rhayssa fará os cursos interdisciplinares Business Transformation, Social Innovation e Tech e poderá aprender sobre os assuntos nos seguintes lugares: São Francisco, nos Estados Unidos; Seoul, na Coréia do Sul; Hyderabad, na Índia; Berlim, na Alemanha; Buenos Aires, na Argentina; Londres, na Inglaterra; Taipei, em Taiwan; e Abu Dhabi.

A estudante também compartilha que um dos intuitos do programa é fazer com que os alunos tenham experiências diferentes em relação à cultura, economia e polícia em países distintos, vivendo diferentes realidades ao redor do mundo durante os quatro anos de universidade.

Quando ela conseguiu a bolsa, ao passar no programa, recebeu a notícia durante uma reunião virtual junto de um representante da parceria e outros aprovados. Braz relatou a emoção ao portal: 

“Foi muito inesperado. Ele anunciou que a gente tinha passado e que ia começar a estudar. Foi uma loucura. Eu quase morri. As outras pessoas ficaram com uma cara plena, de que já esperavam. Eu desfaleci ali na câmera”.

Agora, o objetivo é conseguir garantir os 100% de bolsa para que Rhayssa consiga embarcar para o programa e tenha toda a mensalidade custeada pelas universidades.

Além disso, ela também está fazendo uma campanha online de arrecadação para conseguir bancar custos como passagem, moradia e alimentação, que devem chegar a R$ 35 mil.

“Sempre foi um sonho conhecer o mundo. Acho que dentro de todo mundo tem essa coisa de conhecer, mas eu quis botar em prática. Descobri esse mundo dos estudos fora um pouco tarde. Mesmo não me preparando a vida toda, como muitos fazem, eu consegui. Estou muito feliz”, afirmou a estudante.