Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Ex-goleiro Bruno tem prisão decretada por dívida de pensão

Bruno cumpre prisão em regime aberto pelo assassinato de Eliza Samúdio, com quem teve um filho

Redação Publicado em 28/05/2022, às 12h23 - Atualizado às 14h10

O ex-goleiro Bruno - Divulgação/YouTube/Nação Urubu 81
O ex-goleiro Bruno - Divulgação/YouTube/Nação Urubu 81

O ex-goleiro Bruno Fernandes teve prisão determinada pelo juiz Alexandre Tsuyoshi Ito, do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJMS) por dívida de pensão ao filho Bruninho, que teve com Eliza Samúdio.

A Justiça decretou, além da detenção, que o atleta deverá pagar cerca de R$ 60 mil, ou seja, dois salários mínimos por mês, referentes ao período desde janeiro de 2020, segundo informou o portal UOL.

“Decreto a prisão de Bruno Fernandes das Dores de Souza até que efetue a quitação de todas as parcelas pendentes ou pelo prazo máximo de três meses. Ao cartório para a expedição de prisão [com valor devido atualizado até esta data nos termos dos art 528, parágrafo 3 do CPC]”, escreveu o juiz no decreto.

“Comunique-se a Polinter e, concomitantemente ao analista judiciário de área afim com atribuição de serviço externo [oficial de justiça]. Conste que o cumprimento de prisão não exime o devedor do pagamento das pensões devidas; somente o pagamento das prestações devidas, incluídas as que venceram ao longo do processo, até a data do efetivo pagamento, suspende a ordem de prisão”, completou na decisão.

Situação de Bruno

O ex-goleiro está cumprindo prisão em regime aberto pelo assassinato de Eliza Samúdio, que aconteceu em 2008. Ele foi condenado por homicídio triplamente qualificado em 2010 e atualmente vive em Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

Após a decisão da Justiça, Bruno pode ser preso a qualquer momento. Ele também responde a outro processo em que deve R$ 3 milhões em pensão para Bruninho, que não paga desde o nascimento da criança.