Notícias » Brasil

Ex-governador de Goiás falece de covid-19 à caminho de UTI

Segundo a família de Helenês Cândido, o político havia esperado três dias por uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva

Ingredi Brunato, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 18/03/2021, às 15h00

Fotografia do político de Goiás
Fotografia do político de Goiás - Divulgação / Carlos Costa / TV Assembleia

Na última quarta-feira à noite, 17, Helenês Cândido, que é ex-governador do estado de Goiás, faleceu de covid-19 na ambulância em que estava sendo transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A informação foi repercutida pelo G1.

Segundo comunicado pela Secretaria de Estado da Saúde, o hospital onde o político de 86 anos estava internado havia solicitado uma vaga na UTI na madrugada do último domingo, 14, porém cancelara horas mais tarde. 

A situação teria se repetido na quarta-feira, 17, com a justificativa do novo cancelamento sendo de que Cândido iria se tratar em uma instituição particular. 

Já segundo a família do ex-governador, todavia, ele ficou na lista de espera por três dias. De acordo com o advogado Murilo Falone, que era amigo do político e falou ao G1, Helenês estava na semi-UTI de um Hospital de Campanha em Goiás, porém devido à uma piora de sua condição necessitou de cuidados mais especializados. 

Daniel Vilela, que é o atual presidente do partido do MDB em Goiás, prestou homenagem ao político falecido em suas redes sociais: "Recebi com profundo pesar a notícia da morte do ex-governador Helenês Cândido, mais um líder histórico do MDB levado pela Covid-19. Meus sentimentos a todos os familiares e à população de Morrinhos, que perde uma de suas referências históricas”.