Black Friday Amazon 2021
Notícias » Estados Unidos

Ex-governador de Nova York cometeu assédio sexual, aponta relatório de parlamentares

Documento divulgado na última segunda-feira, 22, também aponta que Andrew Cuomo não foi transparente em relação ao número de mortes por covid-19

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 23/11/2021, às 10h02

Andrew Cuomo, em 2020
Andrew Cuomo, em 2020 - Getty Images

Segundo relatório feito por parlamentares de Nova York e divulgado na última segunda-feira, 22, o ex-governador do estado, Andrew Cuomo, se envolveu em diversas instâncias de assédio sexual e não foi transparente em relação a óbitos por covid-19 em casas de repouso. 

O presidente da Assembleia Estadual, Carl Heastie, que havia pedido que o comitê judiciário da casa investigasse as alegações contra Cuomo, disse: “Este foi um capítulo profundamente triste da história de Nova York”. As informações são da CNN Brasil. 

O porta-voz do ex-governador disse, por comunicado, ainda na segunda-feira, 22, que o relatório era “revisionista”. 

De início, Cuomo havia negado as alegações de assédio, mas quando renunciou, em agosto, disse que aceitava a “responsabilidade total” pelos atos, que disse terem sido tentativas de ser bem-humorado e carinhoso.

Depois da renúncia, Kathy Hochul, sua sucessora, revelou que Andrew Cuomo não havia reportado o número correto de mortes: 12 mil pessoas a mais morreram por covid-19 no estado.