Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Hacker

Ex-hacker da CIA é condenado por vazar dados à Wikileaks: 'Informações críticas'

Joshua Schulte foi responsável por um dos vazamentos mais “descarados” da história dos Estados Unidos, segundo promotores

Redação Publicado em 14/07/2022, às 09h08

Imagem ilustrativa - Pixabay
Imagem ilustrativa - Pixabay

Um tribunal dos Estados Unidos considerou um ex-hacker da CIA culpado pelo vazamento de dados contendo “informações críticas” sobre o país à plataforma de denúncias Wikileaks em 2017.

Segundo a BBC News, Joshua Schulte foi condenado pelo júri pelo envio das ferramentas de guerra cibernética conhecidas como "Vault 7", da CIA, ao Wikileaks. Foram vazados 8.761 documentos.

Os dados em questão revelaram como oficiais de inteligência dos Estados Unidos foram responsáveis por hackear smartphones no exterior, utilizando-os como dispositivos de escuta.

O julgamento

Para os promotores do caso, Schulte realizou um dos vazamentos mais “descarados” da história dos Estados Unidos. Ele nega as acusações, afirmando que as alegações de que havia sido motivado por vingança em uma disputa no local de trabalho são “pura fantasia”.

Preso desde 2018, o ex-hacker disse durante o julgamento que "centenas de pessoas tiveram acesso" aos documentos vazados e que "centenas de pessoas poderiam tê-los roubado".

O procurador do Distrito Sul de Nova York, Damian Williams, afirmou que suas ações tiveram "um efeito devastador em nossa comunidade de inteligência, fornecendo informações críticas para aqueles que desejam nos prejudicar".

Para os promotores, "ao realizar essa vingança, ele [Schulte] causou um dano enorme à segurança nacional deste país".