Notícias » Entretenimento

Ex-James Bond George Lazenby defende opinião polêmica de Daniel Craig

Ator falou recentemente que personagem da franquia 007 não deveria ser interpretado por uma mulher

Isabela Barreiros, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 23/09/2021, às 12h00

George Lazenby com seu James Bond de cera da Madame Tussauds Hollywood
George Lazenby com seu James Bond de cera da Madame Tussauds Hollywood - Getty Images

Em entrevista recente à Radio Times, Daniel Craig comentou sobre sua substituição na renomada franquia 007 após o filme “007 — Sem Tempo para Morrer" (ou 'No Time to Die', no título original), que deverá ser lançado em 30 de setembro.

Na ocasião, o ator causou polêmicas ao afirmar que James Bondnão deveria ser interpretado uma mulher na sequência da franquia. Ele disse: “Deveria haver papéis melhores para mulheres e atores negros”.

Agora, George Lazenby, segundo ator a interpretar o famoso agente secreto nos filmes depois de Sean Connery, veio a público, em conversa com o TMZ, para defender o colega de franquia ao explicar que entende de onde veio a opinião de Craig.

Lazenby acredita que Daniel estava apenas apoiando a chefe, a produtora de cinema Barbara Broccoli, que é responsável por toda a saga Bond e que já deu sua opinião sobre o personagem ser vivido por uma mulher à revista Variety no ano passado.

Na época, a produtora disse que o 007 "pode ​​ser de qualquer cor, mas é homem". "Não estou particularmente interessada em pegar um personagem masculino e ter uma mulher para interpretá-lo”, afirmou Barbara, acrescentando que a melhor opção seria criar personagens femininos fortes.

O ex-Bond ainda destaca que a visão de Craig pode ser apenas um eco do mercado, especialmente porque a própria produtora acredita nisso, mas que uma versão feminina do personagem pode acontecer, mesmo que não de imediato. 

Nesse sentido, George ainda apontou para a Bond Girl Dame Diana Rigg, que atuou junto com ele no filme “007 - A Serviço Secreto de Sua Majestade” (1969), que era “tudo que uma espiã de topo poderia ser — sexy, dura, atrevida e capaz de cuidar de si mesma”.

Então, não há razão para que você não possa ter um agente especial como esse”, destacou o ator, por fim.