Notícias » Brasil

Ex-ministro das Relações Exteriores comenta fogo no Borba Gato: 'Querem destruir pelo terror'

O ato que visava destruir a estátua do bandeirante ocorreu no último sábado, 24

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 27/07/2021, às 14h00

Fotografia de Ernesto Araújo
Fotografia de Ernesto Araújo - Domínio Público via Wikimedia Commons

No último domingo, 25, o político Ernesto Araújo comentou sobre o incêndio da estátua do Borba Gato em sua conta oficial do Twitter, e ainda aproveitou a oportunidade para tecer críticas ao chamado 'Centrão', que é atualmente aliado ao presidente da República. O caso foi repercutido pela Revista Fórum.

Segundo o ex-ministro das Relações Exteriores, que se demitiu há alguns meses, o grupo “Revolução Periférica”, responsável pelas chamas que tomaram o monumento ao famoso bandeirante, seria na verdade fruto de um movimento cultural presente “por todo o Ocidente” que teria como objetivo “destruir os pilares da sociedade”. 

Querem destruir pelo terror e violência, física e virtual, todos os pilares da sociedade — cultura, história, moral, família, direito, religião, educação, linguagem”, tuitou o político, que é um dos seguidores dos pensamentos deOlavo de Carvalho

“Na Europa, EUA, etc, há crescente resistência. Já no Brasil, o 'Centrão' e o 'isentismo' que dominam as instituições e a mídia parecem confortáveis e coniventes com tudo isso. Não têm coragem nem sequer interesse em defender a liberdade. Quem luta hoje pelos valores do povo brasileiro?”, completou o ex-ministro.