Notícias » Estados Unidos

Ex-namorada de Epstein é considerada culpada por crimes sexuais

Júri decidiu que Ghislaine Maxwell tem responsabilidade por cinco das seis acusações que respondia

Penélope Coelho Publicado em 30/12/2021, às 07h57 - Atualizado às 08h40

Ghislaine Maxwell em 2013
Ghislaine Maxwell em 2013 - Getty Images

Na noite da última quarta-feira, 29, um júri de um tribunal em Nova York, nos EUA, declarou a socialite britânica Ghislaine Maxwell culpada por crimes sexuais.

A mulher é ex-namorada do financista condenado por abuso e tráfico sexual, Jeffrey Epstein, que tirou a própria vida na prisão, no ano de 2019.

O júri composto por 12 pessoas considerou que Maxwell tem responsabilidade por cinco das seis acusações pelas quais respondia, sendo a mais grave a de tráfico sexual de menor.

De acordo com informações publicadas pela agência de notícias AFP, Ghislaine foi inocentada somente da acusação de sedução de menor de idade para viagens que envolveriam atos sexuais ilegais.

Segundo revelado na reportagem, durante a declaração da decisão do júri, a ex-namorada de Epstein se manteve o tempo todo sentada passivamente.