Notícias » Crimes

Ex-’noiva’ de chefe de cartel mexicano é morta em emboscada

Paulina Arreola Pérez, de 26 anos, foi alvejada por nove tiros. Entenda o caso!

Fabio Previdelli Publicado em 14/06/2021, às 13h55 - Atualizado às 13h56

Foto de Paulina Arreola Pérez
Foto de Paulina Arreola Pérez - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Na última quarta-feira, 9, Paulina Arreola Pérez foi morta na Cidade do México após ser vítima de uma emboscada. Segundo o site local C4 Notícias, a jovem de 26 anos havia comprado alguns sapatos e, até então, esperava que a ligação que recebera seria para buscá-los.  

No entanto, segundo o portal, Paulina foi alvejada por nove vezes por um grupo de motociclistas armados. Eduard Arturo Trejo, de 21 anos, que o acompanhava, também foi atingido por duas vezes e acabou não resistindo aos ferimentos.  

A motivação para o crime se daria pelo fato de Pérez fazer parte do trio “As Noivas de La Unión”, nome dado às mulheres que eram consideradas noivas de Alexis, líder do cartel mexicano que foi morto em março — também vítima de uma emboscada.  

Paulina era a única “noiva” que ainda estava viva, as outras duas foram assassinadas em maio do ano passado e em março de 2021. A polícia local informou que ela estava no local onde havia combinado com a suposta vendedora de calçados.  

O C4 News informou que os atiradores fugiram da cena do crime e o Ministério Público de Homicídios da Cidade do México, onde a execução ocorreu, informou que não investigará o caso.