Notícias » Religião

Ex-papa Bento XVI enfrenta grave doença, de acordo com imprensa alemã

O antecessor do Papa Francisco sofre de uma enfermidade infecciosa no rosto e chegou a ser descrito como "extremamente frágil"

Penélope Coelho Publicado em 03/08/2020, às 09h06

Papa Bento XVI
Papa Bento XVI - Wikimedia Commons

Segundo informações do jornal alemão Passauer Neue Presse, o papa emérito Bento XVI enfrenta uma ‘situação extremamente frágil’. O religioso de 93 anos foi diagnosticado com erisipela na região da face. Trata-se de uma doença infecciosa que tem como características comuns causar erupções e fortes dores.

O biógrafo de Bento XVI, Peter Seewald, informou ao jornal que o católico passa por um momento complicado: "Sua capacidade intelectual e a memória não foram afetadas, mas sua voz é quase inaudível", afirma Seewald, em entrevista ao Passauer Neue Presse.

O escritor contou ao jornal que se encontrou com o papa emérito no último sábado, 1, a fim de apresentar sua biografia para o religioso. "Durante o encontro, o papa emérito, apesar da doença, se mostrou otimista e afirmou que, se a força retornar, ele poderia pegar sua caneta novamente", finalizou o homem.

Bento XVI renunciou ao cargo de papa em fevereiro de 2013, tornando-se o primeiro a tomar essa atitude em quase 600 anos. Na época, o homem alegou que seus motivos para a renuncia foram causados por problemas de saúde. Desde então, o ex-papa vive em um pequeno mosteiro do Vaticano.