Notícias » Política

Ex-vice-presidente do Paraguai, Oscar Denis, foi sequestrado por grupo armado, confirma governo do país

O político de 74 anos voltava para casa quando foi raptado pelo Exército do Povo Paraguaio; polícia investiga o caso

Alana Sousa Publicado em 10/09/2020, às 13h30

Denis Oscar durante seu mandato, em 2012
Denis Oscar durante seu mandato, em 2012 - Divulgação/Twitter - Ariel Insfrán Yegros

O governo do Paraguai confirmou hoje, 10, o sequestro do ex-vice-presidente do país Oscar Denis, por um grupo armado de esquerda — Exército do Povo Paraguaio (EPP). A ação ocorreu na tarde da última quarta-feira, 9, enquanto o político voltava de uma sessão com senadores para sua propriedade, no interior da região de Concepción.

As autoridades paraguaias acreditam que o crime seja uma reação do grupo EPP pela morte de duas crianças de 11 anos, filhas de membros do movimento, em um confronto violento com o governo no início do mês de setembro. O veículo do de Oscar foi localizado em uma área que leva à sua casa com panfletos do Exército do Povo Paraguaio em seu interior.

Denis, 74 anos, ocupou o cargo de liderança superior do Paraguai entre 2012 e 2013 em uma chapa com Federico Franco. O atual governante do país sul-americano, Mario Abdo Benítez, está acompanhando os desdobramentos do caso de perto. Além do ex-vice-presidente, outra pessoa está desaparecida, veículos locais apontam que seja um funcionário pessoal dele.

“Estamos trabalhando de forma interinstitucional com o Ministério Público e a Unidade Anti-sequestro a cargo do Ministério do Interior, que estão em sua capacidade operacional máxima”, falou Euclides Acevedo, chefe do Ministério do Interior do Paraguai, em comunicado.