Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arte

Exibição em São Paulo exibe pintura de Lasar Segall tida como 'degenerada' por Hitler

Tido como destruído, o quadro 'A viúva' foi mostrado em Munique em 1937 e recuperado pelo marchand Paulo Kuczynski, na França

Gabriel Marin de Oliveira Publicado em 10/05/2024, às 15h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Quadro 'A viúva' de Lasar Segall - Reprodução/Wikimidea Commons
Quadro 'A viúva' de Lasar Segall - Reprodução/Wikimidea Commons

Uma obra de Lasar Segall, que foi exposta na infame exposição nazista “Arte Degenerada” nos anos 1930, foi descoberta pelo marchand Paulo Kuczynski na França e estará em exibição em São Paulo por três meses.

Intitulada “Viúva” e anteriormente considerada como uma pintura perdida, a obra será apresentada a partir de 19 de maio no Museu Lasar Segall. Além disso, outras gravuras do artista produzidas durante o mesmo período estarão em exibição, fazendo parte do acervo permanente do museu, localizado no bairro da Vila Mariana.

A recuperação

Segundo Kuczynski, as matrizes das gravuras desenhadas também foram confiscadas pelos nazistas, mas o museu conseguiu recuperá-las ao longo do tempo. Conforme repercutido pelo jornal Folha de S. Paulo, a intenção é mostrar como era o trabalho do artista lituano durante aquele período histórico.

A pintura reapareceu no acervo de um artista pouco conhecido associado aos surrealistas. O marchand a trouxe para o Brasil, onde foi avaliada por especialistas em Segall e posteriormente catalogada pela equipe do museu.

A descoberta causou grande comoção em todo o mundo. Só tínhamos uma foto em preto e branco da obra. O quadro é verdadeiramente magnífico", afirma Kuczynski.

A exposição nazista ocorreu em Munique, Alemanha, em 1937, e incluiu obras consideradas fora dos padrões clássicos de beleza e harmonia, como aquelas relacionadas às vanguardas artísticas do cubismo, fauvismo e expressionismo. O regime de Hitlerconfiscou cerca de 16 mil obras consideradas “degeneradas”, incluindo aproximadamente 50 obras de LasarSegall.