Notícias » Líbano

Explosão no Líbano: equipe de resgate acredita ter encontrado sinal de vida em meio aos destroços

A explosão ocorreu no começo de agosto, e vitimou mais de 100 pessoas em Beirute

Caio Tortamano Publicado em 03/09/2020, às 15h34

Imagem do Porto de Beirute após a explosão
Imagem do Porto de Beirute após a explosão - Divulgação/YouTube/Sky News/05.08.2020

Conforme noticiado pelo UOL, uma equipe de socorristas que vasculhavam os escombros ainda existentes da explosão que aconteceu no porto de Beirute, Líbano, em 4 de agosto, afirmou ter detectado sinais de vida sob a destruição. Isso porque um cão que auxilia nos resgaste indicou a possibilidade citada acima.

A notícia começou a circular inicialmente pela agência de notícias estatal do Líbano, que confirmou que uma equipe de buscas havia detectado possíveis sinais de vida no bairro de Gemmayze, alvo da tragédia. A explosão ocorrida em 4 de agosto em um depósito no porto de Beirute atingiu diretamente o centro da capital, vitimando pelo menos 137 pessoas.

A equipe de buscas voluntária vinda do Chile chegou a capital pouco depois do acidente. Enquanto realizavam uma varredura, um dos cães indicou algo para uma loja destruída. Então, o resgate utilizou equipamentos detectores para captar alguma atividade, rastreando algo que poderia ser entendido como um batimento cardíaco ou respiração.

Um dos socorristas, Eddy Bitar, comentou o caso à repórteres da Reuters. “Os sinais de respiração e pulso, junto com o sensor de temperatura, significam que há uma possibilidade de vida”. O governador de Beirute, Marwan Abboud, afirmou que “ainda podem existir sobreviventes. Estamos esperando que saiam com vida”.