Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Alemanha

Fã de serial killers, alemã de 19 anos é condenada por assassinato

Identificada como Sarah M, a garota cometeu o crime em maio do ano passado, após conhecer sua vítima na internet

Pamela Malva Publicado em 15/02/2022, às 22h00

Fotografia da jovem condenada - Divulgação/ Redes Sociais
Fotografia da jovem condenada - Divulgação/ Redes Sociais

Uma garota alemã de 19 anos foi recentemente condenada a 12 anos de reclusão após esfaquear um homem na região da Baviera, em maio de 2021. Segundo informações repercutidas pelo UOL na última segunda-feira, 14, o crime foi tido como premeditado.

Naquele dia em 2021, um homem de 39 anos identificado apenas como Zeyed conheceu uma jovem em um aplicativo de relacionamentos. Os dois começaram a conversar e marcaram um encontro na mesma noite. Algumas horas depois, ele estava morto.

Acontece que, após entrar no carro com sua vítima, a jovem identificada pela polícia como Sarah M. esfaqueou o homem sem hesitar. O golpe foi desferido no pescoço de Zeyed, que conseguiu parar o carro. Ele chegou a ser levado para o hospital, ainda com vida, mas não sobreviveu após três semanas em coma.

A jovem, por sua vez, foi encontrada pela polícia uma hora mais tarde, andando pelas ruas de Ebermannstadt. Testemunhas afirmam que ela foi vista caminhando descalça pela estrada, com manchas de sangue no rosto. Abordada por algumas pessoas, Sarah chegou a afirmar, frustrada: "Sou uma assassina de merda".

Para os investigadores, a tentativa de assassinato teria sido planejada. Isso porque, de acordo com o UOL, a garota criou o perfil falso no aplicativo — onde respondia pelo nome de Domina Cherry — pouco antes de comprar a faca usada na noite do crime.

Ainda mais, mensagens encontradas no celular da jovem mostram que ela, de fato, planejava cometer o crime. "Estou saindo agora, quero matar meu primeiro. Estou animada, deseje-me sorte para que funcione", disse, em áudio enviado para uma amiga.

Uma vez detida, então, a garota não demonstrou qualquer remorso. Pelo contrário, já em depoimento à Justiça, Sarah pareceu estar frustrada por não ter conseguido matar Zeyed em sua primeira tentativa, segundo o jornal Nordbayerischer Kurier.

Para Michael Hoffman, o promotor responsável pelo caso, outros homens teriam se tornado vítimas de Sarah caso ela não tivesse sido detida rapidamente, já que 241 perfis diferentes interagiram com a jovem no aplicativo de relacionamento.

Traços assustadores

Ainda de acordo com o UOL, a garota alemã chamou bastante atenção da mídia local durante o julgamento, principalmente por alguns traços de sua personalidade. Acontece que, sordidamente, ela parece idolatrar alguns dos mais assustadores serial killers.

Em seu quarto, por exemplo, a polícia encontrou pôsteres de Ted Bundy e Richard Ramirez, ambos condenados por diversos assassinatos, muitos envolvendo estupro. Ainda mais, ao receber sua sentença, Sarah teria erguido sua mão para mostrar o desenho de um pentagrama, mesmo ato feito por Ramirez em seu julgamento, em 1988.

Apesar de jovem, a garota alemã ainda chamou atenção por situações anteriores ao crime, como quando desenhou suásticas nazistas nas mãos. Tendo passado por um hospital psiquiátrico, Sarah também já foi diagnosticada com Transtorno de Personalidade Borderline, quadro caracterizado por episódios de instabilidade.

Durante o julgamento, a defesa alegou que Sarah já passou por diversos abusos, além de ter sido usuária de drogas. O advogado ainda buscou conseguir uma sentença juvenil, já que ela tinha 18 anos na época do crime. As tentativas, contudo, falharam e a garota foi condenada a 12 anos de reclusão em uma instituição de saúde mental na Alemanha.