Black Friday Amazon 2021
Notícias » Hollywood

Família de Brandon Lee fala sobre morte de diretora, após disparo de Alec Baldwin: ‘Ninguém deveria ser morto em set de filmagem’

Em 1993, o filho de Bruce Lee morreu em situação semelhante

Penélope Coelho Publicado em 22/10/2021, às 10h27

Montagem com fotografia de Baldwin no set filmagem de 'Rust' e Brandon Lee
Montagem com fotografia de Baldwin no set filmagem de 'Rust' e Brandon Lee - Divulgação/Instagram/alecbaldwininsta /Divulgação/Youtube/AdoroCinema

Nesta sexta-feira, 22, a família do falecido ator Brandon Lee — morto em 1993 durante as gravações do filme ‘O Corvo’ — se pronunciou sobre o recente caso envolvendo o ator Alec Baldwin.

Na noite da última quinta-feira, 21, o gabinete do xerife do condado de Santa Fé, no Novo México, Estados Unidos, revelou que Baldwin disparou uma arma cenográfica durante as gravações de seu novo filme de velho oeste ‘Rust’.

O disparo resultou na trágica morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos. Além de ter deixado o diretor do filme, Joel Souza, de 48 anos, ferido. O caso segue em investigação.

O ocorrido fez com que outra tragédia parecida fosse lembrada, a morte de Brandon Lee, que foi atingido por um tiro na barriga quando filmava uma cena, em março de 1993.

Na ocasião, o ator Michael Massee disparou o revólver 44 Magnum contra Lee, seguindo o roteiro do filme. Contudo, a pólvora do festim fez com que o projétil que estava preso no cano da arma fosse liberado de forma acidental.

Através de uma conta que a família do filho deBruce Lee mantém em sua homenagem, os parentes lamentaram o recente caso que tirou a vida de Hutchins.

“Nossos corações estão com a família de Halyna Hutchins e Joel Souza e todos os envolvidos no incidente em ‘Rust’. Ninguém deveria ser morto por uma arma em um set de filmagem”.