Notícias » São Paulo

Shopping se pronuncia após Papai Noel ser acusado de racismo

‘Não condiz com a sua realidade' disse Papai Noel sobre pedido da criança

Penélope Coelho Publicado em 08/12/2021, às 09h53 - Atualizado às 20h24

Foto da família com o Papai Noel
Foto da família com o Papai Noel - Divulgação/Arquivo Pessoal/ Rede Globo

Na última terça-feira, 7, foi noticiado que uma família foi vítima de declarações racistas, proferidas pelo Papai Noel de um shopping localizado na Zona Sul de São Paulo.

O caso aconteceu no Plaza Sul, bairro da Saúde, na última sexta-feira, 3. Na ocasião, Tamiris Silva de Oliveira relata que foi passear com seus quatro filhos no shopping, ao passarem perto da decoração de Natal foram convidados para tirar fotos.

"O Papai Noel chamou meu filho de seis anos e perguntou o que ele queria ganhar de presente. Aí meu filho falou que queria um hoverboard [skate elétrico]. Aí ele falou assim: 'mas quanto que o seu pai ganha? Olha, esse presente não condiz com a sua realidade'", revelou a mãe das crianças.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, após o comentário a criança se afastou. Entretanto, o Papai Noel chamou o menino mais velho, de 12 anos e perguntou o que ele queria ganhar. Ao ouvir que a resposta seria um celular, o homem afirmou: “Não, esquece!”.

Quando a trabalhadora autônoma estava se retirando do local com seus filhos, o Papai Noel ainda questionou: “Os quatro filhos são seus?”. A mulher disse que sim. Como resposta, o homem questionou: “Você não tem televisão?”.

Tamiris informou que ela e sua família ficaram “psicologicamente abalados” com a atitude: “Não é só mais uma fala."

Em nota, o shopping lamentou o ocorrido e informou que o Papai Noel em questão foi contratado por uma companhia terceirizada e já não trabalha mais no local.