Notícias » Família Real Britânica

Família Real ainda não se manifestou sobre acusação de pedofilia do príncipe Andrew

Recentemente, Virginia Giuffre processou o duque de York por abuso sexual

Penélope Coelho Publicado em 12/08/2021, às 14h36

Rainha Elizabeth II e príncipe Andrew
Rainha Elizabeth II e príncipe Andrew - Getty Images

Na última segunda-feira, 9, uma advogada norte-americana chamada Virginia Giuffre, atualmente com 38 anos, abriu um processo civil por abuso sexual de menores contra o príncipe Andrew, terceiro filho da rainha Elizabeth II. O caso foi noticiado pelo Aventuras na História na ocasião.

Giuffre relata que sofreu os abusos quando tinha somente 17 anos. A mulher afirma que foi vítima de uma rede de prostituição comandada pelo financista Jeffrey Epstein, que tirou a própria vida em 2019, antes de ser julgado por acusações de abuso e tráfico sexual de crianças.

O norte-americano era amigo pessoal do duque de York. A advogada afirma que o príncipe sabia que ela era menor de idade na época em que teria sido forçada a se relacionar com Andrew.

Até o momento, a família real britânica não comentou o recente desdobramento no caso. Sabe-se que desde 2019, o príncipe se afastou de suas funções reais, justamente pelo envolvimento de seu nome no escândalo sexual.

Na época, o duque de York deu uma desastrosa entrevista para a BBC, que não foi bem vista pela população inglesa. Depois disso, o príncipe anunciou o afastamento da vida pública. Ele alegou inocência nas acusações, mas, justificou a decisão afirmando que o caso gerou “grande perturbação” para a realeza.

Após o anúncio, o único posicionamento da família real na época, se deu através de um porta-voz do Palácio de Buckingham, como revelou a CNN. Na ocasião, foi informado somente que o príncipe ainda trabalharia em suas instituições de caridade, mas, não teria o apoio oficial, sem mais comentários aprofundados sobre o caso.