Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Famílias de combatentes harkis da Guerra da Argélia poderão ser indenizados pela França

Um projeto de lei que abre caminho para a indenização foi aprovado na terça-feira, 15

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 16/02/2022, às 15h56

Foto tirada durante a Guerra de Independência da Algéria, em 1961 - Wikimedia Commons
Foto tirada durante a Guerra de Independência da Algéria, em 1961 - Wikimedia Commons

Um projeto de lei que abre caminho para a indenização de famílias de combatentes argelinos harkis foi aprovado na França durante a última terça-feira, 15, 60 anos após o fim da Guerra da Argélia.

O texto foi aprovado pelo Senado francês depois de ter passado pela Assembleia Nacional, o que aconteceu após um pedido de desculpas público feito aos argelinos que lutaram ao lado dos franceses por Emmanuel Macron, presidente da França, em setembro de 2021.

Dentro do texto do projeto de lei, são reconhecidas “as condições indignas de acolhimento” que foram dadas a 90.000 “harkis” que vieram fugidos da Argélia para a França depois da independência do país. As informações são da AFP.

A legislação dará uma “reparação” do prejuízo dado a essas pessoas e seus familiares de entre 2 mil e 15 mil euros. É estimado pelo governo francês que cerca de 50 mil pessoas poderão ser beneficiadas a um custo global de 310 milhões de euros.