Notícias » Crimes

FBI prende 10 brasileiros por suposto esquema com motoristas de aplicativo nos EUA

O grupo é suspeito de lesar cerca de 2 mil norte-americanos e sofre risco de pegar pena de 20 anos de prisão, além de pagamento de multa milionária

Redação Publicado em 13/05/2021, às 08h14

Imagem meramente ilustrativa de prisão
Imagem meramente ilustrativa de prisão - Domínio Público / Ichigo121212 por Pixabay

Dez brasileiros foram presos pelo FBI, organização equivalente à Polícia Federal dos EUA, no dia 5 de maio, suspeitos de organizarem uma rede de fraudes com a falsificação de contas de motoristas de aplicativo usando documentos de cidadãos norte-americanos vazados na deep web — páginas segmentadas da internet que não possuem monitoramento.

As informações, reveladas pelo portal UOL, foram notificadas pelo FBI, apontando como mentor o baiano Wemerson Dutra Aguiar, de 25 anos, que vendia ou alugava os cadastros falsos para pessoas que desejavam exercer a profissão, mas não se adequavam aos pré-requisitos dos aplicativos.

Além disso, a quadrilha é suspeita de usar “bots” de falsificação de GPS, de maneira que executassem corridas falsas longas, garantindo valores altos sem transportar passageiros reais, extorquindo os aplicativos de viagem. Por fim, ainda criava contas em bancos com as informações falsas, onde recebia os valores.

As autoridades estimam que mais de 2 mil estadunidenses podem ter sido lesados por esse esquema. Além disso, a previsão de pena pode totalizar 20 anos de encarceramento aos envolvidos, além de multa que pode atingir o dobro do valor arrecadado com o esquema.