Notícias » Crimes

Feminicídio de atriz de vídeos adultos escandaliza a Itália

Carol Maltesi, 25 anos, sofreu crime doloso há 2 meses e caso fica em evidência após confissão

Redação Publicado em 07/04/2022, às 13h33 - Atualizado às 23h03

Carol Maltesi
Carol Maltesi - Redes Sociais/Divulgação

A morte de Carol Maltesi, de 25 anos, que vendia vídeos eróticos na internet, chocou a Itália quando surgiram notícias de que o feminicídio foi feito por seu amigo e vizinho. O indivíduo confessou o crime e encontra-se preso. As informações são da ANSA.

Davide Fontana, 43, é um banqueiro apaixonado por blogs de comida e fotografia. Ele admitiu ter matado, desmembrado e jogado o corpo da jovem de um penhasco. O caso veio à tona no mês passado.

A morte foi registrada na cidade de Rescardina, na região de Milão. De acordo com a agência de notícias italiana "ANSA", Fontana disse à polícia local que participava de um 'jogo de pornografia' quando matou Maltesi com um martelo.

O homem que confessou o crime comprou um freezer para guardar o corpo da vítima por cerca de dois meses. Ele também disse que se passava pela atriz para responder os contatos de seu telefone.

O relatório da agência também disse que Fontana já havia pagado o aluguel da casa de Maltisi, então nenhuma suspeita foi levantada.

Fontana tentou se livrar do corpo

Fontana tentou se livrar do corpo da jovem após desmembrá-lo. Ele dirigiu cerca de 150 quilômetros, jogando escombros do penhasco. A polícia disse que encontrou o corpo de uma mulher em uma bolsa preta, mas ninguém informou que ela estava desaparecida na época.

Fontana chegou até a se dirigir à delegacia para denunciar o desaparecimento da vizinha. O crime ocorreu em janeiro deste ano, mas o corpo só foi encontrado em 21 de março.

Maltesi também era conhecida pelo nome artístico "Charlotte Angie". Ela trabalhou como balconista em Milão antes de começar a produzir vídeos eróticos na internet. Mãe de um menino, se apresentava no Instagram como artista e modelo.

Colegas da vítima disseram à Ansa que ela desenvolveu uma relação de confiança com o ex-vizinho. Ele até teve acesso às chaves de seu apartamento, de acordo com relatos. Em 13 de março, ele postou uma foto antiga da artista, que já estava morta haviam dois meses.