Notícias » Arqueologia

Figura de gato gigante é descoberta nas enigmáticas Linhas Nazca

No Peru, as linhas de Nazca abrigam desenhos e figuras no solo conhecidos como geoglifos que datam de cerca de 2.000 anos atrás. Confira o vídeo com imagens!

Giovanna de Matteo Publicado em 19/10/2020, às 12h15

Imagem de gato gigante nas Linhas Nazca
Imagem de gato gigante nas Linhas Nazca - Divulgação/ YouTube/ EuroNews

As linhas de Nazca, um local do Patrimônio Mundial da Unesco, localizado no Peru, abrigam desenhos e figuras no solo - conhecidos como geoglifos - criados há cerca de 2.000 anos.

Os cientistas acreditam que o gato desenhado nas rochas, assim como outras figuras de animais, foi feito a partir de depressões no solo do deserto de Nazca, deixando a terra colorida em exposição.

O gato teria passado despercebido todos esses anos, até que planos foram recentemente retraçados, levando à uma visão intrigante. A plataforma de observação teria proporcionado um ponto de vista que facilita a visão de muitos outros geoglifos.

O Ministério da Cultura do Peru publicou uma nota: "A figura quase não era visível e estava prestes a desaparecer, porque está situada em uma encosta bastante íngreme que está sujeita aos efeitos da erosão natural". O geoglifo tem cerca de 37 metros de comprimento, sendo limpo e conservado pelo projeto que descobriu o curioso registro.

Johny Isla, arqueólogo chefe do Peru para as linhas de Nazca, pontuou à agência de notícias Efe que a gravura data de um período que é anterior à cultura de Nazca. O gato foi feito no final da era Paracas, que foi de 500 a.C a 200 d.C.

"Sabemos disso comparando iconografias", contou ele. "Os tecidos de Paracas, por exemplo, mostram pássaros, gatos e pessoas facilmente comparáveis ​​a esses geoglifos."

++ De animais a humanos: as gigantescas e enigmáticas Linhas de Nazca

Confira abaixo o vídeo com imagens inéditas deste geoglifo: