Notícias » Estados Unidos

Filho de Joe Biden revela vícios em entrevista: "Fiquei 13 dias sem dormir, fumando crack e bebendo vodca"

Hunter é o único filho vivo do primeiro casamento do presidente dos EUA e contou interferência do pai para lhe salvar

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/04/2021, às 10h53

Hunter Biden durante Convenção do Partido Democrata
Hunter Biden durante Convenção do Partido Democrata - Getty Images

Hunter Biden, único filho vivo do primeiro casamento do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revelou algumas passagens de seu livro de memórias, 'Beautiful Things', durante uma entrevista do rapaz à emissora de TV norte-americana CBS; na obra, não apenas trata do falecimento precoce da mãe e de seus dois irmãos, como aborda passagens obscuras sobre seu abuso de drogas.

Conforme noticiado pelo portal UOL, as crises do uso eram constantes: "Eu ficava a maior parte do meio tempo com as minhas mãos e joelhos pegando no tapete, fumando qualquer coisa que parecesse com crack, cocaína. Eu provavelmente fumei mais queijo parmesão do que qualquer pessoa que conheci. Uma vez fiquei 13 dias sem dormir, fumando crack e bebendo vodca o tempo todo", disse Hunter.

As constantes recaídas contaram com a interferência do pai, que ainda estava no governo Obama, ocupando o cargo de vice-presidente; de acordo com o filho, ele chegou a burlar a segurança provida pelo Serviço Secreto para verificar sua saúde pessoalmente em seu: “Ele disse: 'Querido, o que você está fazendo?' Eu disse: 'Pai, estou bem'. Ele falou 'Você não está'".

O escritor afirmou que está sóbrio há dois anos graças ao amparo da produtora de cinema Melissa Cohen, com quem se casou em 2019, além de atribuir o pai como cuidadoso, acrescentando que, até hoje, ele liga ao filho todas as noites.

Sobre o Joe Biden

Joseph Robinette "Joe" Biden Jr., popularmente conhecido como Joe Biden, iniciou a trajetória política aos 29 anos, em 1972, sendo eleito o senador mais jovem do país. Semanas após a posse, no entanto perdeu a esposa Neilia e a filha mais nova, Naomi, em um acidente de carro.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. A vida política perdurou por décadas, assim como as tragédias familiares; em 2010, o outro filho sobrevivente do acidente, Beau, descobriu um tumor cerebral, que o levou ao óbito cinco anos depois, em 2015.

No dia 7 de novembro de 2020, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição.

Joe Biden não foi apenas responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também bateu um recorde do antecessor: É o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer à presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.