Notícias » Religião

"Foi uma decisão difícil", diz Bento 16 sobre ter renunciado o cargo há 8 anos

Em entrevista, Joseph Ratzinger também relembra que "Não há dois papas, o papa é um só”

Redação Publicado em 02/03/2021, às 12h22 - Atualizado às 12h23

Registro de Bento 16 ainda no cargo
Registro de Bento 16 ainda no cargo - Getty Images

Durante uma conversa com o veículo Corriere dela Sera, da Itália, o antigo papa, Bento 16, Joseph Ratzinger, comentou um assunto antigo que até hoje gera dúvida entre muitas pessoas: o motivo da renúncia do cargo no ano de 2013.

Segundo o antecessor de Francisco, pessoas que tem proximidade ainda batem na tecla de que ele largou o cargo diante de 'pressões externas'. As informações foram repercutidas pela CNN Brasil.

Atualmente, o religioso mora no mosteiro de nome Mater Ecclesiae, localizado em Vaticano. Esse tem sido seu local de descanso desde que abandonou o cargo de suma importância para a Igreja Católica.

Ao veículo, ele relata que desistiu do cargo diante da idade avançada e também negou que tenha alguma presença no atual trabalho de Francisco: "Não há dois papas, o papa é um só”. 

Bento sabe o 'fardo' que carrega, já que foi o primeiro a tomar tal atitude. "Foi uma decisão difícil", desabafou, "mas tomei-a em plena consciência, e acredito que fui muito bem”. No entanto, muitas pessoas próximas ao religioso acabaram se irritando com a decisão que chocou o mundo.

 “(Eles) acreditam nas teorias de conspiração. Alguns disseram que (a aposentadoria) foi por causa do escândalo Vatileaks, outros por causa de um complô do lobby gay, outros ainda por causa do caso do teólogo conservador Lefebvrian Richard Williamson. Eles não querem acreditar em uma escolha feita conscientemente. Mas a minha consciência está limpa", explicou Joseph Ratzinger.