Notícias » Brasil

Foragidos desde 2018, donos de pousada de luxo são detidos na Bahia

A polícia prendeu o casal de empresários na última sexta-feira, 19

Larissa Lopes, com supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 25/02/2021, às 14h43

Leandro Troesch e Shirley Figueredo são acusados de crimes de 20 anos atrás
Leandro Troesch e Shirley Figueredo são acusados de crimes de 20 anos atrás - Divulgação/Facebook

Um casal acusado por crimes de 20 anos atrás foi preso na última sexta-feira, 19. Os empresários Leandro Silva Troesch e Shirley da Silva Figueredo estavam foragidos desde a data de 7 de agosto de 2018, quando a Justiça decretou oficialmente as prisões.

Eles foram detidos na pousada de luxo em que são donos, localizada na Praia dos Garcez, município de Jaguaripe, Bahia. Segundo informações da Polícia Civil, repercutidas pelo Uol, ambos respondem a acusações de roubo e extorsão mediante sequestro de uma mulher.

Leandro havia recebido a condenação de catorze anos de reclusão, enquanto Shirley teria de cumprir nove anos. 

Quando localizados no dia 19 deste mês, o casal foi surpreendido por agentes da Delegacia Territorial (DT) de Valença, que cumpriram os mandados judiciais abertos desde 2018.

Os dois passaram por exames e, depois, foram transferidos para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, onde cumprirão a pena. De acordo com o Uol, o advogado do casal ainda não se posicionou sobre o caso.

Imagem meramente ilustrativa de uma prisão / Crédito: Pixabay

 

20 anos atrás

Leandro e Shirley são acusados de delitos cometidos em 2001, que teriam acontecido em Salvador. Além deles, três pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público por envolvimento no crime.

De acordo com o processo, a mulher vítima do grupo foi sequestrada e mantida em cárcere privado, em um imóvel alugado com a ajuda de Leandro e Shirley. Na ocasião, eles pediram o resgate de R$ 35 mil para libertar a mulher.

O casal e os outros três envolvidos foram presos em flagrante em 10 de maio de 2001, mas, anos depois, passaram a responder em liberdade. Além da pousada, os dois possuem outro empreendimento de alto padrão no município, e mantinham as redes sociais abastecidas com fotos e vídeos.