Notícias » Brasil

Fornecimento da vacina russa para o território brasileiro deve ser iniciado em novembro

Segundo a Rússia, a distribuição acontecerá na Bahia com previsão de que no futuro seja enviada para todo o Brasil

Penélope Coelho Publicado em 11/09/2020, às 11h35

Imagem ilustrativa de vacina
Imagem ilustrativa de vacina - Pexels

De acordo com informações do portal de notícias UOL divulgadas na manhã de hoje, 11, o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) e a Secretaria de Saúde da Bahia realizaram um acordo para que 50 milhões de doses da vacina russa contra o novo coronavírus, Sputnik V, sejam distribuídas.

Em comunicado oficial, a empresa informou que a previsão para a distribuição das doses deve acontecer em novembro deste ano. Contudo, é necessário esperar a aprovação regulatória do governo, que terá que levar em conta os resultados dos estudos realizados sobre a vacina — que está sendo feita em testes com cerca de 40 mil pessoas na Rússia.

Segundo as revelações do Fundo Russo de Investimento Direto, o acordo assinado prevê que no futuro a Sputnik V seja distribuída em todo o Brasil. Inicialmente, além da Bahia, a Rússia também está em negociação sobre o fornecimento no Paraná.

A vacina russa vem gerando polêmica na comunidade internacional pela falta de estudos publicados sobre o assunto, porém, de acordo com a pesquisa publicada pela revista científica The Lancet, em 4 de setembro, os estudos iniciais da Sputnik V apresentaram resposta imune e os voluntários não demonstraram reações adversas.