Notícias » Paleontologia

Fósseis de dinossauros são encontrados em 1º sítio paleontológico italiano

Espécimes completos dos animais que podem ter vivido há cerca de 80 milhões de anos foram descobertos no local

Isabela Barreiros Publicado em 06/12/2021, às 11h07

Ilustração da espécie de dinossauro encontrada na Itália
Ilustração da espécie de dinossauro encontrada na Itália - Divulgação/Davide Bonadonna

Pesquisadores descobriram ao menos sete fósseis completos de dinossauros no primeiro sítio paleontológico da Itália, que ficou conhecido como Villagio del Pescatore, no município de Duino-Aurisina. A descoberta surpreendeu porque a região não é referência na área da ciência.

Ao longo da história, a Itália colaborou para pesquisas arqueológicas. No entanto, nunca foram encontradas evidências dos animais gigantes do passado, o que fez com que paleontólogos até mesmo questionassem se eles chegaram a habitar as ilhas.

Um dos fósseis encontrados no sítio paleontológico italiano / Crédito: Divulgação/Soprintendenza Archeologia, belle arti e paesaggio del Friuli-Venezia Giulia

 

As dúvidas chegaram ao fim com as mais recentes descobertas no primeiro sítio paleontológico italiano, localizado no nordeste do país, em que esqueletos da espécie Téthyshadros insularis foram encontrados, em um ótimo estado de preservação.

Os espécimes foram examinados por especialistas da Universidade de Bolonha, que os estimaram em 80 milhões de anos; os dinossauros identificados teriam vivido, assim, durante o período Cretáceo.

Um dos fósseis foi apelidado de “Bruno” e colaborou para uma das pesquisas desenvolvidas na região. Os pesquisadores acreditam que ele tinha maior porte que outro animal da mesma espécie encontrado no local, “Antonio” por ter morrido mais velho.

Comparação entre os dois dinossauros / Crédito: Divulgação/Universidade de Bolonha

 

Além dos esqueletos de dinossauro, o sítio paleontológico revelou também vestígios de peixes, crocodilos, répteis voadores e crustáceos, o que possibilitou a observação de um ecossistema complexo do passado pelos cientistas.

O estudo que compara os fósseis de Bruno e Antonio foi publicado na revista científica Scientific Reports na última quinta-feira, 2.