Notícias » Arqueologia

Fóssil do maior tiranossauro do mundo é reconstruído no Canadá

A equipe de paleontólogos anunciou que o animal media cerca de 13 metros, o dobro do esperado para outros membros da mesma espécie

Alana Sousa Publicado em 26/03/2019, às 14h00

Cena do filme Jurassic World
Reprodução

Paleontólogos da Universidade de Alberta, no Canadá, reconstruíram por completo o fóssil de um tiranossauro que media cerca de 13 metros e pesava quase nove toneladas. Batizado de Scotty, o animal viveu há 66 milhões de anos, no território que hoje é o estado canadense de Saskatchewan.

A equipe de pesquisadores do Canadá anunciou que a descoberta se trata do maior fóssil de tiranossauro já encontrado na história, e também o mais velho. O animal tinha mais ou menos 30 anos quando morreu, superando a expectativa de vida para sua espécie.

O esqueleto completo / Tourism Saskatchewan

Os ossos do tiranossauro foram encontrados na década de 90. Entretanto, só agora os cientistas conseguiram remover o material extra dos fósseis, realizaram uma análise cuidadosa no esqueleto e finalmente puderam montá-lo por completo.

Muitas marcas e cicatrizes encontradas na análise mostram que o bicho teve uma existência violenta. Marca fundamental por se tratar do maior dinossauro carnívoro que já existiu.

O tiranossauro, que viveu no final do Período Cretáceo, deve integrar em uma futura exposição no Museus Real de Saskatchewan.