Notícias » Paleontologia

Fóssil raro de dinossauro, de 166 milhões de anos, é descoberto na Escócia

A descoberta foi feita acidentalmente pela pesquisadora do Museu Nacional da Escócia

Giovanna de Matteo Publicado em 26/08/2020, às 10h18

Fóssil de dinossauro encontrado na Ilha de Eigg
Fóssil de dinossauro encontrado na Ilha de Eigg - Divulgação / Elsa Panciroli / Museu Nacional da Escócia

Um fóssil de dinossauro foi descoberto por pesquisadores na Ilha de Eigg, Escócia. A descoberta foi realizada pela Dra. Elsa Panciroli, afiliada de pesquisa dos Museus Nacionais da Escócia, enquanto estava correndo ao longo da costa em seu caminho de volta para encontrar o resto da equipe quando, por sorte, "passou por cima" da rocha que escondia o fóssil de um membro de dinossauro.

O osso tem pouco mais de meio metro de comprimento, e foi decretado como sendo o membro posterior de um estegossauro.

A Dra. Panciroli o descreveu como uma descoberta rara e significativa para a Escócia, já que esta é a primeira vez que um fóssil de dinossauro é encontrado na região. "Globalmente, os fósseis do Jurássico Médio são raros e até agora os únicos fósseis de dinossauros encontrados na Escócia estavam na Ilha de Skye", afirmou a cientista.

Dra. Elsa Panciroli com sua descoberta fóssil / Divulgação / Museu Nacional da Escócia

 

O fóssil apesar de ter sido encontrado gravemente danificado pelas ondas, havia o suficiente para ser estudado.  Após a descoberta ser levada para uma equipe de paleontólogos, eles extraíram o osso e levaram para o laboratório para ser separado da rocha, onde conseguiram determinar que o achado fazia parte do membro posterior de um estegossauro. "Este osso tem 166 milhões de anos e nos fornece evidências de que os estegossauros viviam na Escócia nessa época", declarou Panciroli com entusiasmo.

O fóssil também chamou a atenção por ser de um dinossauro muito semelhante ao  que apareceu no terceiro filme de Jurassic Park, onde o dito estegossauro detém de placas triangulares que correm ao longo de sua espinha e uma cauda pontiaguda. O osso está agora nas coleções dos Museus Nacionais da Escócia, em Edimburgo.