Notícias » Nazismo

Rara foto de Hitler abraçando garota judia é levada a leilão

Conhecida como “a filha de Hitler”, Rosa Nienau manteve contato com o líder nazista até 1938

Letícia Yazbek Publicado em 12/11/2018, às 14h36 - Atualizado às 17h00

Fotografia assinada por Adolf Hitler
Fotografia assinada por Adolf Hitler - Reprodução

Uma fotografia que mostra o líder nazista Adolf Hitler abraçando a jovem alemã de origem judia Rosa Bernile Nienau foi colocada em leilão. Ela foi tirada em Berghof, a casa de Hitler nos Alpes da Baviera, em 20 de abril de 1933, data em que os dois comemoravam seus aniversários.

Rosa e sua mãe haviam se juntado a uma multidão que esperava por Hitler do lado de fora do Berghof. Quando saiu para cumprimentar as pessoas e descobriu que compartilhava seu aniversário com Rosa, Hitler, que completava 44 anos naquele dia, convidou a garota para visitá-lo. Realizado pelo fotógrafo oficial de Hitler, Heinrich Hoffmann, o registro mostra o führer sorridente, com os braços em torno de Rosa, que completava 7 anos de idade.

Dois meses depois, Hitler assinou pessoalmente a foto: “À querida e atenciosa Rosa Nienau. Adolf Hitler, Munique, 16 de junho de 1933”. Quando escreveu a mensagem, ele já havia sido informado de que Rosa Nienau tinha origem judia. Sua avó materna era judia, portanto, Rosa era um quarto “inaceitável”. Na época, o regime nazista construía os primeiros campos de concentração e já começava a perseguir a população judaica alemã.

Segundo o Alexander Historical Auctions, de Chesapeake City, Maryland, Estados Unidos, a casa onde a foto será leiloada, “a pesquisa mostra que, mesmo no início, Hitler  tomou  conhecimento da herança judaica da menina, mas optou por ignorá-la, seja por motivos pessoais ou de propaganda”.

Conhecida como “a filha de Hitler”, Rosa Nienau manteve uma relação com o líder nazista até 1938. Nesse período, foi visitá-lo e escreveu-lhe diversas cartas. Por fim, Martin Bormann, o secretário particular de Hitler, descobriu as origens da garota e proibiu que ela e sua mãe se encontrassem com o führer novamente. Rosa não seria perseguida pelo nazismo, mas morreria com apenas 17 anos, em 1943, vítima de poliomelite.

O leilão da imagem será realizado em 13 de novembro, e a expectativa é de que até 12 000 dólares sejam oferecidos pelo objeto.