Notícias » França

França aprova obrigatoriedade de vacina em estabelecimentos comerciais

Agora, o teste negativo de covid-19 servirá apenas para acesso a serviços de saúde e estatais

Wallacy Ferrari Publicado em 06/01/2022, às 13h43 - Atualizado às 13h44

Imagem ilustrativa de vacina
Imagem ilustrativa de vacina - Foto de ronstik no Pixabay

A Assembleia Nacional da França aprovou na madrugada desta quinta-feira, 6, com maioria dos votos dos parlamentares, um projeto de lei que transforma o passaporte sanitário em uma exigência de vacinação em locais de circulação pública, visando diminuir o número de casos contra a covid-19.

Com a aprovação da medida, pessoas não vacinadas com mais de 12 anos de idade estarão proibidas de frequentarem restaurantes, teatros, bares, cinemas, espetáculos, jogos esportivos, trens interestaduais e outras atividades não essenciais.

A possibilidade de entrar nestes locais é reaberta em caso de comprovação da vacinação em dia, estando de acordo com o banco de dados da Secretaria de Saúde local.

Agora, o teste negativo de covid-19 não servirá como passe de entrada, sendo permitido apenas em serviços essenciais, como acesso ao sistema de saúde e emergências em órgãos públicos administrativos, como informou a agência de notícias RFI.

214 deputados votaram a favor da aplicação do comprovante, contrastando com 93 votos negativos que partiram, majoritariamente, dos partidos de extrema direita (Reunião Nacional) e da esquerda mais radical (França Insubmissa). 27 parlamentares optaram por se absterem.