Notícias » Europa

França: Rave clandestina com 2,5 mil participantes é encerrada após 2 dias de festas

A aglomeração iniciou na noite do dia 31 de dezembro e resultou em uma reunião de políticos no país para localizar organizadores

Wallacy Ferrari Publicado em 02/01/2021, às 14h22

Imagem ilustrativa de festa
Imagem ilustrativa de festa - Wikimedia Commons

Em Lieuron, na Bretanha, noroeste da França, uma rave clandestina, que começou na quinta-feira, 31, com intuito de comemorar a entrada do novo ano, chegou ao fim neste sábado, 2. A agência Reuters estima que aproximadamente 2,5 mil pessoas estavam participando do evento ilegal, a maioria delas sem respeitar as regras de distanciamento social e uso de máscara.

Aglomerações estão proibidas em muitos lugares do mundo, inclusive na França. No primeiro dia de festa, a polícia francesa tentou acabar com o evento, mas não obteve sucesso e a operação acabou em confronto.

Houve uma reunião para discutir sobre a rave na última sexta-feira, 1, contando com o ministro do Interior da França, Gerald Darmanin, o prefeito de Ille-et-Vilaine, Emmanuel Berthier, e integrantes de seus gabinetes.

Todos os participantes do evento foram ordenados a cumprir isolamento social durante, no mínimo, 7 dias. Além disso, mais de 1,2 mil pessoas foram multadas ao saírem da festa e os organizadores serão processados, diz Darmanin nas redes sociais.

"As forças de segurança interna, numerosas esta noite a meu pedido, e os controles intensivos postos em prática levaram ao fim da festa ilegal em Lieuron, sem episódios de violência. Continuamos com os controles, e cada participante é multado ao deixar o local", escreveu o ministro.

Segundo dados da Universidade John’s Hopkins, o país registra 2.697.014 casos confirmados e 1.829.515 de mortes causadas pela doença. Dentre os países europeus, a França é o mais atingido pela covid-19.