Notícias » Hard News

Francês de 81 anos tinha 100 gatos mortos em sua casa

A residência do homem continha os animais mortos e mais cerca de 20 gatos vivos com saúde debilitada

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/12/2021, às 17h50

Um dos gatos resgatados da casa do homem aposentado
Um dos gatos resgatados da casa do homem aposentado - Reprodução / La Tribu du Fourmilier

No último domingo, 5 de dezembro, as autoridades da cidade francesa Nice, no sudeste do país, foram acionadas por uma jovem, sobrinha de um homem aposentado de 81 anos, após ela descobrir cerca de 120 animais, vivos e mortos, na casa de seu parente.

O homem havia sido internado e sua sobrinha direcionou-se a sua casa para tomar conta de lá, encontrando esta situação, que a fez entrar em contato com diversas associações de proteção dos animais. 100 gatos mortos em caixas de madeira e plástico foram, após investigação, encontrados dentro e fora da moradia do aposentado.

Além disto, esquilos, ratos e até uma mandíbula de um cachorro foram achadas dentro da casa, que era o habitat de outros 20 animais com saúde debilitada, supostamente devido às falhas de cuidado do indivíduo de 81 anos para com estes pets.

Entre as associações chamadas, estava a La Tribu du Fourmilier, destinada à proteção de animais de estimação, cujo presidente, Philippe Desjacques, narrou a situação encontrada, incluindo ver um cadáver de gato no sofá da residência.

"A maioria dos gatos estava morta quando foi colocada nessas caixas, mas acreditamos que ao menos dois podem ter sido enterrados vivos. Infelizmente, vemos histórias como essa todos os anos", afirmou.

Segundo a cobertura do portal de notícias G1, o homem sofria com distúrbios mentais de acumulação compulsiva, especialmente de animais, e está sendo investigado pela Justiça francesa por atos de crueldade.