Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Freixo é atacado ao propor utilizar 'Taxa do Príncipe' para ajudar Petrópolis

A taxa, vigente desde os tempos de Dom Pedro II, é destinada aos descendentes do último imperador do Brasil

Redação Publicado em 18/02/2022, às 19h09 - Atualizado em 19/02/2022, às 14h56

Caos em Petrópolis (à esqu.) e Dom Pedro II (à dir.) - Divulgação/Vídeo e Domínio Público
Caos em Petrópolis (à esqu.) e Dom Pedro II (à dir.) - Divulgação/Vídeo e Domínio Público

Diante do estado de calamidade pública em Petrópolis como consequência das chuvas,Marcelo Freixo propôs uma solução baseada num assunto que rende debates há anos. 

O deputado federal pelo PSB disse, nesta sexta-feira, 18, que propôs um projeto de lei que visa a utilização do laudêmio para ajudar a reerguer a cidade devastada pelas chuvas. 

Do império aos dias atuais

O laudêmio nada mais é que uma taxa que as pessoas que residem em Petrópolis pagam aos descendentes de Dom Pedro II, do ramo Petrópolis. Isso mesmo, uma taxa vigente desde o Brasil Império, criada especificamente em 1847.

Qualquer um que adquira um imóvel localizado na antiga fazenda Córrego Seco, que foi do imperador, os descentes de Pedro II recebem 2,5% do valor de mercado. 

Vale ressaltar que atualmente, a antiga área hoje abriga bairros valorizados e o centro de Petrópolis.

"A cidade está destruída, famílias foram devastadas, o número de mortos já ultrapassa os 120. O que estamos vendo não pode conviver com algo tão absurdo como o laudêmio", relembrou Freixo, conforme repercutido pela Coluna de Leonardo Sakamoto, no UOL.

"Por que uma sociedade devastada precisa continuar pagando um imposto para a antiga família real sobre transações imobiliárias? Temos que transformar esse valor em fonte de reconstrução da cidade. Dinheiro público precisa ser destinado ao interesse público", explicou Freixo.

Ataque

A iniciativa de Freixo não agradou a Cláudio Castro, do PL. Através de sua conta oficial no Twitter, o político chamou Marcelo de 'oportunista'. 

"@Marcelo Freixo, você é o maior oportunista que eu conheci em toda a minha vida! Você só sabe fazer politicagem em cima do sangue e da tragédia das pessoas! É uma espécie de DO CAIXÃO da política! Vem a Petrópolis mentir, intrigar e gerar confusão", escreveu ele.

Freixo não se calou diante do ataque e disse que não é hora de 'atacar e brigar'.

"Governador @claudiocastroRJ , não é hora de atacar e brigar. O momento é de união, porque tem muita gente em risco e muito trabalho a ser feito. Aceite ajuda rapidamente de quem oferecer, mantenha a serenidade e vamos ao trabalho", diz ele.