Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Funcionários trans

Funcionários trans poderão retificar nome com nova ação do Grupo Heineken

Iniciativa tem como tem como objetivo dar suporte às pessoas trans da empresa

Redação Publicado em 25/07/2022, às 14h40

Imagem ilustrativa da bandeira trans - National Progress Party via Wikimedia Commons
Imagem ilustrativa da bandeira trans - National Progress Party via Wikimedia Commons

Funcionários transgêneros do Grupo Heineken poderão realizar a retificação dos nomes em um processo 100% custeado pela empresa. A iniciativa passará a ser um benefício fixo da companhia, encabeçado pela equipe interna de afinidade LGBTI+.

Segundo a revista Exame, o empreendimento foi definido pela empresa depois de a Amstel realizar algo parecido durante a Feira Cultural da Diversidade da Parada LGBTI+, quando ofereceu um serviço de retificação de nome durante a parada.

Agora, o Grupo Heineken terá isso como fixo para seus funcionários, que contarão ainda com suporte psicológico para pessoas da comunidade, assim como um canal de denúncias para relatar anonimamente qualquer violação ao Código de Conduta da companhia.

Suporte à comunidade LGBT

Segundo a diretora de People and Organizational Development (POD) do Grupo Heineken, Livia Azevedo, a iniciativa tem como objetivo dar suporte às pessoas transgêneros que trabalham na empresa.

“Quando levamos a iniciativa à Feira Cultural, esperávamos atender 160 pessoas, mas devido à alta procura, mais de 800 pessoas terão o direito de realizar o processo 100% custeado pela marca Amstel, sendo que mais de 200 fizeram na própria feira e mais de 600 estão recebendo os direcionais remotamente para realizarem a retificação no período de um mês”, explicou, conforme repercutido pelo Yahoo.

Ela acrescentou: “Temos grupos de afinidade que se reúnem periodicamente para traçar e implementar ações voltadas à melhor experiência dos públicos minorizados e, o Além do Colorido, grupo dedicado à causa LGBTI+, também trabalha para garantir um ambiente mais seguro e acolhedor para todas as pessoas dentro do Grupo Heineken”.

De acordo com a executiva, pessoas trans já podem se apresentar pelo nome social na empresa, usando-os em seus crachás, e-mails e assinaturas mesmo antes do novo projeto voltado à comunidade.


+O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.