Notícias » Brasil

De Zumbi a Carolina de Jesus: Fundação Palmares remove biografias de lideranças negras de site

De acordo com funcionários da instituição, a ordem para a retirada teria vindo de Sérgio Camargo

Penélope Coelho Publicado em 16/06/2020, às 11h02

Pintura de Zumbi dos Palmares
Pintura de Zumbi dos Palmares - Wikimedia Commons

Segundo reportagem publicada pela Folha de São Paulo, biografias de figuras importantes para o movimento negro desapareceram do site oficial da Fundação Palmares — uma instituição de nível federal cujo objetivo é proteger a memória do movimento.

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, está sendo acusado por funcionários da empresa de ter censurado algumas biografias históricas de pessoas negras no site da instituição, em sua maioria, personalidades relacionadas à esquerda. Artigos de figuras como Zumbi dos Palmares, Luiz Gama, André Rebouças e Carolina de Jesus, não aparecem mais na página oficial da Fundação.

Ainda segundo o relatório da Folha de São Paulo, os funcionários que preferiram não se identificar afirmaram que as orientações para a retirada dos textos vieram da presidência da instituição.

Em maio deste ano, a Fundação foi alvo de processos na justiça, quando a juíza Maria Cândida Almeida determinou que fossem retirados artigos que desqualificavam figuras importantes do movimento negro do site da instituição. Textos como: Zumbi e A Consciência Negra - Existem verdade?, do escritor Luiz Gustavo dos Santos, apareceram na página da Fundação, em 13 de maio — data da abolição da escravatura.

Em resposta às acusações, Sérgio Camargo se manifestou nas redes sociais: