Notícias » Política

Fundador do WikiLeaks se casará na prisão com dois convidados e sem fotógrafo

Em conturbado processo de extradição aos EUA após revelar documentos sigilosos, o casamento já tem data marcada

Wallacy Ferrari Publicado em 14/03/2022, às 13h48

Julien e Stella antes da prisão
Julien e Stella antes da prisão - Divulgação / Redes sociais / Stella Moris

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, terá alguns momentos de felicidade durante o extenso período de prisão após revelar, ao longo de anos, documentos sigilosos de diversas diplomacias e Forças Armadas de vários países; ele irá se casar com a companheira Stella Moris, com a data marcada para o próximo dia 23 de março.

Cumprindo pena no Reino Unido, especificamente na prisão de segurança de Belmarsh, a cerimônia ocorrerá após uma solicitação à Justiça, que corre desde o maio do ano passado.

Os detentos do país podem se casar oficialmente desde 1983, mas dada a preocupação com o preso, que está em processo de extradição aos EUA, a organização teve tratativas especiais.

Para ser realizado com segurança, as autoridades prisionais aceitou o convite de apenas duas pessoas e não autorizou a presença de um fotógrafo.

A companheira e fiel defensora de sua liberdade revelou alguns detalhes sobre o casamento, que contará com roupas desenhadas pela britânica Vivienne Westwood.

A estilista é conhecida mundialmente pela influência na moda punk. Contudo, o noivo usará um 'kilt', saia escocesa que homenageará sua ascendência.