Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

'Gamer' e 'podcast': França bane termos em inglês para proteger língua local

O governo do país se esforça contra anglicismos em documentos e comunicados oficiais

Wallacy Ferrari Publicado em 03/06/2022, às 11h56

Imagem ilustrativa de bandeira francesa - Getty Images
Imagem ilustrativa de bandeira francesa - Getty Images

O governo da França publicou mais uma medida referente a língua local para barrar anglicismos em documentos oficiais e nos meios de comunicação do governo; a decisão, que saiu na última segunda-feira, 30, no Diário Oficial do país, obriga a substituição de termos relacionados a videogames, como "esports" e "streamer" por termos nacionais.

Não é a primeira vez que o Ministério da Cultura do país mobiliza tal mudança. Em 2020, expressões digitais como "clickbait", referente a notícia com título tentador mas conteúdo incompatível, e os populares "podcasts", foram orientados a serem trocados por “piège à clics” e “áudio à la demande”, respectivamente.

Dois anos antes, a primeira tradução literal foi solicitada através de uma Comissão para o Enriquecimento da Língua Francesa; a recomendação em 2018 era que o termo "fake news" fosse substituído por “information fallacieuse”, que é basicamente "informação falsa", como informou a agência AFP.

Na decisão mais recente, o método de tradução varia; “Pro-gamer” virou “joueur professionnel”, de "jogador profissional", e "streamer”, virou “joueur-animateur en direct”, uma adaptação de “jogador-apresentador ao vivo”. Resta saber se, mesmo fora de conteúdos oficiais do governo, a interferência de cultura internacional mantenha os termos no cotidiano dos franceses.

O que é anglicismo?

De acordo com a revista Super Interessante, o anglicismo é o termo empregado a expressões que originam da língua inglesa, mas que são incorporados em outras línguas sem qualquer relação etimológica. No português, é comum observar expressões como mouse, webcam, drive-thru e delivery, presentes em diversos países.