Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Fome

Garoto de 11 anos que ligou para polícia porque estava com fome, recebe doações

Família do menino, que estava em situação de fome, recebeu cestas básicas e outras doações

Redação Publicado em 04/08/2022, às 19h06

Menino de 11 anos e sua família recebem doações após ligação para pedir ajuda - Reprodução/Youtube/G1
Menino de 11 anos e sua família recebem doações após ligação para pedir ajuda - Reprodução/Youtube/G1

Miguel, garoto de 11 anos, ligou para a polícia para pedir ajuda por sentir fome, na última terça-feira, 2. Algumas horas depois da ligação, o menino recebeu a doação de cestas básicas como uma atitude solidária dos militares.

A ligação foi feita de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Miguel ligou para o 190 solicitando a ajuda da polícia militar, mas ganhou a atenção também da comunidade onde mora, no bairro São Cosme.

Como informado pelo G1, o almoço que antes era composto por uma mistura de fubá, foi substituída por arroz, feijão e linguiça. Além disso, as crianças da casa também receberam brinquedos.

Família com fome

A mãe de Miguel, Célia Arquimino Barros, 46, contou a TV Globo que estava desempregada há cinco anos. A renda da família vinha do Auxílio Brasil. Além de Miguel, ela ainda possui mais 5 filhos para sustentar.

Minha mãe estava chorando no canto, eu pedi o telefone e liguei”, disse o garoto a TV Globo.

Célia relatou que estava sem comprar alimentos há três semanas e há três dias se alimentavam apenas de água e fubá, como informado pelo tenente Nilmar Moreira

"Eu só tinha fubá e farinha. Já tinha uns três dias que a gente estava assim. E que já tinha acabado as coisas, já tinha mais de 20 dias, mas ainda tinha um pouquinho de arroz, de algumas coisas", contou Célia.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.