Notícias » Religião

Garoto de 15 anos, morto em 2006, será beatificado por milagre no Brasil

Vítima de leucemia, o jovem é conhecido por ter curado uma criança do Mato Grosso do Sul em meados de 2010

Pamela Malva Publicado em 03/10/2020, às 15h00

Imagem meramente ilustrativa de mãos segurando um rosário
Imagem meramente ilustrativa de mãos segurando um rosário - Divulgação/Pixabay

Conhecido como o “padroeiro da internet”, o jovem Carlo Acutis será beatificado pelo Vaticano no próximo sábado, dia 10 de outubro. Após lutar contra uma forte leucemia, o garoto de 15 anos faleceu, em meados de 2006.

Enquanto morava em Milão, o jovem era um gênio da informática e amava a eucaristia. Nascido em Londres, em 1991, Carlos teve atribuído um milagre no Brasil, apesar de nunca ter visitado o país. Tudo aconteceu no Mato Grosso do Sul, em 2010.

Depois que a familia de um menino brasileiro que tinha uma doença congênita pediu pela intervenção de Carlos, a criança acabou se curando. Sofrendo de distúrbios digestivos até então, o pequeno melhorou logo que seu avô tocou nas roupas de Carlos, que estavam expostas em uma paróquia de Campo Grande.

O corpo de Carlo Acutis exposto no Vaticano / Crédito: Divulgação/Diocesis Asis

 

Na última quinta-feira, dia 01, o corpo do futuro beato foi exposto aos fiéis. Seu ótimo estado de conservação foi amplamente comentado: tudo parece intacto, mesmo que o garoto esteja morto há 14 anos. Vestido com jeans e camiseta, o corpo de Carlos está sendo tratado como um corpo incorrupto pelos religiosos nas redes sociais.

Para o sacerdote CarlosAcácioGonçalvesFerreira, reitor do Santuário da Despossessão em Assis, "é bom que pela primeira vez na história se possa ver um santo vestido de jeans, tênis e moletom", como o futuro beato está. "Essa é uma grande mensagem."