Notícias » África do Sul

Garrafa de vinho que seria dada a Napoleão Bonaparte foi leiloada na África do Sul

A bebida de 200 anos foi vendida por R$ 159 mil. Confira!

Penélope Coelho Publicado em 28/05/2021, às 07h29

Vinho da marca Grand Constance, produzido em 1821
Vinho da marca Grand Constance, produzido em 1821 - Divulgação/Cape Fine & Rare Wine

De acordo com uma reportagem da revista Decanter, uma garrafa contendo um vinho raro de 200 anos, foi leiloada na África do Sul no último final de semana. Segundo revelado na publicação, a bebida seria dada ao imperador da França, Napoleão Bonaparte. As informações foram divulgadas ontem, 27, pelo UOL.

A Cape Fine & Rare Wine, casa de leilão responsável pela venda, informou que a garrafa do vinho sul-africano seria dada de presente a Napoleão na ilha de Santa Helena, onde o francês passou seu exilio. Contudo, Bonaparte faleceu antes que safra estivesse pronta, e nunca chegou a provar a bebida.

No leilão, o vinho da marca Grand Constance, produzido em 1821, foi vendido para um comprador inglês que não quis se identificar. O homem pagou 30 mil dólares pela garrafa, cerca de 159 mil reais, na cotação atual da moeda.

De acordo com a casa de leilão, a garrafa vendida é uma das últimas 12 que ainda existem no mundo. A bebida em questão é considerada uma das melhores e mais raras da África do Sul.