Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Geladeira com substâncias ilícitas é desenterrada em praia do Rio de Janeiro

Órgãos públicos reforçam o policiamento no local após diversas denúncias, confira

Redação Publicado em 23/05/2022, às 09h32

Apreensão de geladeira enterrada nas areias da Barra da Tijuca - Divulgação/Secretaria da Ordem Pública
Apreensão de geladeira enterrada nas areias da Barra da Tijuca - Divulgação/Secretaria da Ordem Pública

Durante uma operação na Barra da Tijuca, na manhã de domingo, 22, agentes da Secretaria da Ordem Pública (SEOP), descobriam uma geladeira enterrada na areia da praia.

Segundo a Secretaria, a geladeira servia como esconderijo para armazenamento irregular de gelo, mercadorias, bebidas e substâncias ilícitas. Ainda foram encontradas 270 garrafas perto do local.

"As operações da SEOP acontecem nas praias em todos os finais de semana, com foco no combate às irregularidades. Atuamos na repressão ao comércio de garrafas de vidro, combatemos a atuação de flanelinhas ilegais e também organizamos o comércio nas areias, inclusive com a retirada de materiais ilegais enterrados nas areias", disse o Secretário da Ordem Pública, Brenno Carnevale.

A prefeitura do Rio de Janeiro destaca que é indiscutivelmente proibido o armazenamento e depósito de qualquer objeto nas areias das regiões litorâneas, entretanto, os casos não param de acontecer.

Um freezer foi achado por oficiais durante vistoria pública, repleto de bebidas alcoólicas, em dezembro do ano passado, na praia de Copacabana. Foi relatado uma quantidade alta, o que levou a dedução armazenamento ilegal para comércio suficiente para 3 dias.

Ainda em Copacabana, só neste ano já foram apreendidos 10 eletrodomésticos escondidos no solo das praias, fazendo a situação se tornar um problema de maiores demandas para a polícia local, segundo apuração do portal "G1".

Fiscalização tenta dar conta de demanda

As fiscalizações foram dobradas no começo do mês, nas regiões litorâneas sul e oeste, em vias de coibir e registar ao vivo novas irregularidades, com o reforço das Subsecretaria de Operações e da Guarda Municipal.