Notícias » Arqueologia

Geleira revela impressionantes jornais de 1966, que estariam ligados à desastre aéreo

O derretimento da Glaciar dos Bossons, na França, permitiu a descoberta dos antigos papéis, que podem ser ainda dobrados e lidos: confira o que eles dizem

Vanessa Centamori Publicado em 13/07/2020, às 15h04

A geleira Glaciar dos Bossons, na França
A geleira Glaciar dos Bossons, na França - Wikimedia Commons

Devido ao aquecimento global, as geleiras estão derretendo cada vez mais depressa. Desta vez, tal fenômeno fez a Glaciar dos Bossons, na França, revelar jornais de 1966, em excelente estado de conservação. Os papéis foram achados por acaso, por um comerciante chamado Timothée Mottin.

Segundo informações da CNN, o homem administra a cafeteria Cabane du Cerro, próximo à geleira, na qual encontrou cerca de uma dúzia de jornais com as datas de 20 e 21 de janeiro de 1966. "[Os jornais] estão em um estado muito bom, você pode lê-los, desdobra-los", relatou o empresário. 

Por enquanto, Mottin exibe os jornais históricos em seu estabelecimento, que fica a mais de mil metros de altitude. Ele pensa em talvez entregá-los a um museu. As edições antigas são do National Herald, da Índia. 
 
A leitura dos papéis históricos revela o anúncio da eleição de Indira Gandhi como primeira mulher a ocupar o posto de primeira-ministra do país. Há suspeitas de que os jornais tenham caído junto do avião Boeing 707, da Air India, em um acidente aéreo que ocorreu em 24 de janeiro de 1966. 
Boeing 707, da Air India, que sofreu acidente aéreo em 24 de janeiro de 1966 /Crédito: Wikimedia Commons 
 
Muitos restos do desastre aéreo já foram encontrados por pessoas locais. Em entrevista ao jornal francês Le Daupiné Libéré, Mottin contou que ele mesmo já viu alguns pedaços perdidos do voo. "Não é incomum. Sempre que andamos na geleira com os amigos, encontramos restos do acidente”, disse. 
 
O voo 101 da Air India decolou para a Mount Blanc, a segunda montanha mais alta da Europa, às 8 da manhã, no fatídico dia do incidente. O choque com a geleira Glaciar dos Bossons ocorreu após uma falha na comunicação verbal do controlador de voo. Morreram 117 pessoas na tragédia.