Notícias » Ditadura Militar

General Mourão elogia ditadura militar nas redes sociais

Pelo Twitter, o Vice-presidente celebrou a data afirmando que os militares do Golpe de 1964 “enfrentaram a desordem”

Paola Churchill Publicado em 31/03/2020, às 13h00

O Vice-presidente Hamilton Mourão durante o cerimônia de posse de Bolsonaro
O Vice-presidente Hamilton Mourão durante o cerimônia de posse de Bolsonaro - Getty Images

O General Hamilton Mourão fez elogios à ditadura militar por meio de suas redes sociais, em um post no qual afirma que os militares “enfrentaram a desordem”. A publicação revoltou os internautas que subiram a hashtag #DitaduraNuncaMais, que chegou em primeiro lugar nos treding topics do Twitter.

O Vice Presidente da República usou seu perfil pessoal para prestar uma homenagem ao golpe militar que aconteceu em 1964. "Há 56 anos, as FA [Forças Armadas] intervieram na política nacional para enfrentar a desordem, subversão e corrupção que abalavam as instituições e assustavam a população. Com a eleição do General Castello Branco, iniciaram-se as reformas que desenvolveram o Brasil. #31deMarçopertenceàHistória” disse em suas redes sociais, com fotos do ditador Castello Branco.

Tuíte de Mourão para celebrar a ditadura militar/ Crédito: Divulgação/Twitter

 

As respostas ao seu tuíte, não foram nada calorosas. O momento lembrado por Mourão foi chamado de “período sanguinário” e “golpe de estado corrupto e assassino” por muitos dos usuários. Outros políticos se manifestaram contra o vice-presidente.

Porém, o general não foi o único a ter falas polêmicas em relação à ditadura militar. Na noite de segunda-feira, 30, o Ministério da Defesa divulgou em nota oficial citando o dia 31 de março, não como golpe, mas sim como um “movimento” e um “marco para a democracia”. O texto foi assinado pelo ministro Fernando Azevedo da Silva.