Notícias » Estados Unidos

George W. Bush define retirada de tropas do Afeganistão como um “erro”

Para o ex-presidente dos Estados Unidos, a decisão causará danos. Entenda!

Penélope Coelho Publicado em 14/07/2021, às 09h33

George W. Bush, em 2008
George W. Bush, em 2008 - Getty Images

De acordo com informações da agência de notícias AFP, publicadas nesta quarta-feira, 14, pelo UOL, o ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush — que comandou o país de janeiro de 2001 a janeiro 2009 — falou sobre a retirada das tropas da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) do Afeganistão.

Em entrevista concedida hoje para a rede alemã Deutsche Welle, Bush definiu a decisão como um “erro” que causará “danos indescritíveis” principalmente para uma parte específica da população afegã.

"Mulheres e meninas afegãs vão sofrer um dano indescritível. É um erro [...] Elas serão abandonadas para serem sacrificadas por essas pessoas brutais, e isso parte meu coração", afirmou o ex-presidente em entrevista, referindo-se aos grupos extremistas.

Sabe-se que recentemente, durante o governoBiden, as tropas norte-americanas e também da OTAN começaram a retirada do Afeganistão, a saída completa deve acontecer em 11 de setembro, data que marca os 20 anos do atentado as Torre Gêmeas, em Nova York.

Após os ataques, sob o comando de Bush, tropas norte-americanas foram enviadas ao Afeganistão. Com a saída do país, a intervenção militar deve chegar ao fim. Contudo, a retirada acontece em paralelo com o avanço dos talibãs em território afegão.