Notícias » Alemanha

Ginastas alemãs usam uniforme para protestar contra sexualização no esporte

O caso aconteceu recentemente nos Jogos Olímpicos Tóquio. Entenda!

Penélope Coelho Publicado em 26/07/2021, às 09h08

Ginastas alemãs usando uniforme longo
Ginastas alemãs usando uniforme longo - Divulgação/Fantástico/Rede Globo

De acordo com uma reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo, 25, a equipe feminina de ginástica da Alemanha realizou um protesto através da escolha do uniforme, durante recente apresentação nos Jogos Olímpicos Tóquio. As informações são do G1.

Segundo revelado na publicação, na ocasião, as atletas optaram por competir usando collants longos que cobrem as pernas, a decisão acontece para passar uma mensagem contra a sexualização da mulher no esporte.

De acordo com a reportagem, anteriormente, atletas já haviam realizado tal ação, contudo, somente por motivos religiosos como aconteceu em 2016, com jogadoras de vôlei de praia do Egito.

No recente caso, a ginasta Sarah Voss é quem comanda os protestos, que começaram durante o campeonato europeu em abril, desde então, a mensagem se espalhou e as colegas competidoras abraçaram a causa.

"Não é de hoje, né? A gente já vem lutando por uma causa há muito e muito tempo. Então, ver elas conseguindo conquistar isso, eu me sinto parte da vitória delas também [...] elas são uma inspiração para gente", disse em entrevista, a ginasta brasileira Flavinha Saraiva, que demonstra apoio ao protesto.

Contudo, a reportagem ressalta que esse tipo de manifestação em outras modalidades já chegou a render punição em outros campeonatos, como o europeu.