Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Daniella Perez

Glória Perez irá escrever um livro sobre assassinato da filha: 'Projeto de vida'

A obra de Glória Perez revelará os bastidores do julgamento, entre outros episódios

Redação Publicado em 21/07/2022, às 13h32

Trechos do documentário mostrando entrevista de Glória Perez, e filmagem antiga de Dani Perez - Divulgação/ Youtube/ HBO
Trechos do documentário mostrando entrevista de Glória Perez, e filmagem antiga de Dani Perez - Divulgação/ Youtube/ HBO

Nesta quinta-feira, 21, estreia na HBO Max a série documental "Pacto Brutal", que relembra o perturbador assassinato que, há quase 30 anos, tirou a vida de Daniella Perez, uma jovem atriz que tinha apenas 22 anos na época. 

Ela atuava então na novela "De Corpo e Alma", escrita por sua mãe, Glória Perez, e, de forma chocante, o responsável por sua morte foi um colega de profissão, Guilherme de Pádua, que interpretava o par romântico de sua personagem, chamada "Yasmin". 

A cobertura jornalística que se seguiu ao crime foi considerada frustrante pela mãe da vítima, com as versões contadas por Guilherme e sua esposa do período, Paula Thomaz, que foi cúmplice do ato, ganhando mais holofotes do que deveriam. 

Neste contexto, o documentário finalmente tratará o caso como Glória Perez gostaria que ele fosse tratado, segundo revelou em uma entrevista à jornalista Márcia Piovesan

Para mim, é um resgate da pessoa que a Dani foi. Quando tudo isso aconteceu, ela era muito novinha na carreira. Ela era conhecida pelos amigos, família e colegas, estava começando no trabalho. O que as pessoas conheciam era a personagem Yasmin, da novela, nada da vida pessoal da Dani“, relatou. 

Olhar de mãe

A produção audiovisual contou com grande participação por parte da novelista, que elogiou o resultado, e a fidelidade, por exemplo, aos autos do processo criminal que condenou Guilherme de Pádua e Paula Thomaz

Independentemente dessa experiência, todavia, Perez quer ainda escrever um livro a respeito do assassinato de sua filha, em que poderá entrar em mais detalhes sobre os bastidores do julgamento, e ainda sobre como era, afinal, a jovem atriz que teve sua vida interrompida precocemente em dezembro de 1992. 

Já me sinto aliviada que agora existe um registro da Dani que corresponde à verdade. Mas ainda quero escrever meu livro. É um projeto de vida", concluiu ela na conversa com Piovesan

O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.