Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Goleiro Bruno nunca pagou pensão do filho, diz avó materna

O menino irá completar 12 anos sem receber a verba da qual tem direito

Redação Publicado em 07/02/2022, às 10h32

Eliza Samudio e Bruno Fernandes - Divulgação/Arquivo Pessoal / Divulgação/TV Globo
Eliza Samudio e Bruno Fernandes - Divulgação/Arquivo Pessoal / Divulgação/TV Globo

Em entrevista concedida ao portal de notícias g1, a avó de Bruninho — filho de Eliza Samudio e do goleiro Bruno Fernandes — afirmou que o menino completará 12 anos, sem nunca ter recebido pensão do pai.

Bruno Fernandes foi condenado pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza, em 2010. Até hoje, o corpo da vítima nunca foi encontrado. Na época do crime, Bruninho tinha 4 meses, ele foi sequestrado e mantido em cárcere privado.

Prestes a completar 12 anos, o menino vive sob os cuidados da avó materna, Sônia Moura.

Ele [goleiro Bruno] nunca demonstrou nenhum interesse em se aproximar, em saber se [Bruninho] está vivo ou morto, em que situação em que está”, disse Sônia em entrevista ao g1.

A mulher informou que o processo judicial a respeito da pensão alimentícia do garoto segue em aberto:

“Me sinto entristecida pelo que ele [goleiro Bruno] fez com a Eliza. E está refazendo a vida dele. Mas que Deus o abençoe, que ele refaça a vida dele mesmo, porque ele vai ter que pagar a pensão do filho”, afirmou a avó.