Notícias » Mundo

Golpista retratada em produção da Netflix não foi para a Alemanha

Deportação de Anna Sorokin foi interrompida antes que ela deixasse sua penitenciária

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 16/03/2022, às 14h31

Julia Garner, interpretando Anna Delvey, e a real Anna Sorokin 'Delvey'
Julia Garner, interpretando Anna Delvey, e a real Anna Sorokin 'Delvey' - Divulgação / Netflix e Divulgação / Youtube

Na última terça-feira, 15, correu a notícia de que Anna Sorokin, a famosa golpista que se infiltrou na alta sociedade dos Estados Unidos fingindo ser uma herdeira, seria deportada para a Alemanha, onde ela passou parte de sua adolescência.

A falsa socialite, que chegou a inspirar uma série da Netflix, a "Inventing Anna", lançada neste ano, não quer sair dos Estados Unidos e estaria "furiosa" com a notícia, de acordo com o New York Post. 

Nesta quarta-feira, 16, no entanto, o advogado de Sorokin anunciou em uma entrevista à revista Forbes que a deportação foi suspensa. 

Assim, a mulher continua em Orange County Correctional Facility, uma penitenciária de Nova York onde a golpista já cumpre detenção há quase um ano.

Seu visto está atualmente vencido, porém a falsa herdeira já enviou um apelo à justiça norte-americana por uma prorrogação, algo que será decidido em tribunal no próximo dia 19 de abril. 

Segundo revelado anteriormente por Sorokin e repercutido pelo Insider, ela teria "medo de voltar à Alemanha" devido ao recebimento de ameaças de cidadãos alemães.