Notícias » EUA

Governador de Oklahoma pode impedir execução de um homem nesta quinta-feira (18)

O norte-americano Julius Jones está há quase 20 anos no corredor da morte

Redação Publicado em 18/11/2021, às 13h50

Kevin Stitt, governador de Oklahoma
Kevin Stitt, governador de Oklahoma - Getty Images

Um homem condenado à morte por assassinato poderá ser executado nesta quinta-feira, durante a tarde, no estado norte-americano de Oklahoma.

Manifestantes contrários à decisão da Justiça, porém, têm apelado ao governador Kevin Stitt, para que a vida de Julius Jones, de 40 anos, seja poupada.

Jones foi preso há quase vinte anos, acusado de ter matado Paul Howell, no ano de 1999. O homem alega ser inocente, mas a família da vítima mantém-se convencida de que ele é o verdadeiro culpado pelo crime.

De acordo com informações do UOL, o Conselho Oklahoma Pardon and Parole Board enviou ao governador do estado de Oklahoma uma recomendação para que altere a pena de Julius para prisão perpétua, com possibilidade de liberdade condicional.

Agora, tanto a família do condenado quanto partidários, além da diretora da campanha "Justiça para Julius", pedem ao político que interfira na decisão.

A própria mãe de Jones chegou a defender o fiho em declarações a repórteres, afirmando que, caso a execução ocorra, será como um linchamento.