Notícias » Brasil

Governador do Rio lamenta morte de menina que foi atingida por carro alegórico

Cláudio Castro também rebateu as falas do prefeito Eduardo Paes: “Estão querendo arrumar agora um culpado, um Cristo”

Fabio Previdelli Publicado em 23/04/2022, às 11h32

Imagem de parte do carro alegórico
Imagem de parte do carro alegórico - Divulgação/YouTube/OCP News

Em meio a folia que tomou conta da Sapucaí, uma notícia triste abalou o Carnaval do Rio de Janeiro na última sexta-feira, 22: a morte da menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos de idade, que ficou presa entre um carro alegórico e um poste.

O acidente aconteceu dois dias antes,na noite de quarta-feira (20), após a apresentação da escola de samba Em cima da Hora, que abriu os desfiles pela Série Ouro. Raquel foi internada após o acidente e chegou a ter uma perna amputada, mas acabou não resistindo aos ferimentos. 

A trágica notícia foi comentada pelo governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, em sua chegada à Marquês de Sapucaí na noite de ontem. “Não tem como a gente não se sensibilizar e deixar solidariedade à família”.

“As escolas que não apresentaram alvará foram devidamente notificadas, e a Liga também. Tem que ver se houve algum problema e, se tiver, elas podem responder cível e criminalmente”, comentou sobre a informação divulgada pelo Corpo de Bombeiro que informou sobre a falta de autorização para que grande parte das agremiações adentrassem a Sapucaí, o que incluía a Em cima da Hora. 

Castro também rebateu as falas do prefeito Eduardo Paes, que no dia anterior declarou, segundo informou O Globo, que a vistoria dos carros alegóricos antes dos desfiles era responsabilidade do próprio Corpo de Bombeiros. 

Essa é uma questão de operação, e a operação do carnaval é da prefeitura, assistida por nós. Nunca fico fazendo jogo de empurra. Estão querendo arrumar agora um culpado, um Cristo”, completou. 

Apreensão do carro alegórico

Após o acidente, o carro alegórico envolvido no episódio foi apreendido pela Polícia Civil, que está apurando o ocorrido. Até o momento já foi realizada uma perícia no local, que fica fora do Sambódromo. Além disso, imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas para esclarecer o que aconteceu.